Dicas

Dicas para uma manutenção perfeita

O revestimento de zinco no aço é o responsável pela protecção contra a corrosão e pequenos arranhões. 

Ampliar

 

Vai conseguir manter o seu pavilhão impecável com um conjunto de pequenas manutenções, tais como:

 

A estrutura foi calculada de acordo com as normas vigentes no momento da construção A estrutura cumpre os requisitos da norma EN 1090-1 anexo ZA classe de execução EXC2.
A menos que esteja especificado, o edifício não foi calculado para cargas adicionais, nem mesmo a aplicação de painéis solares ou outro sobre a cobertura, bem como a suspensão de cargas.
Se estiver prevista a aplicação de ponte rolante, os termos de garantia só são válidos para equipamento de classe S0.
 

Dado o conceito de pré-fabricado desmontável do edifício, permite no futuro a desmontagem e montagem em novo local, porém devem ter em atenção que as condições do novo local não devem exceder as atuais em carga de vento e neve. Estaremos à vossa disposição para avaliar a situação caso venha a ser necessário.
 
Duas vezes por ano limpar as caleiras e certificar-se que os tubos de descarga estão desentupidos; dependendo da proximidade de arvores ou outros nas imediações, pode ser necessário limpar com mais frequência.
Anualmente verificar se o interior das caleiras apresenta corrosão e se necessário aplicar camada/produto de protecção.
Caleiras especialmente as centrais de geminação, devem estar desimpedidas de gelo, de modo a facilitar a evacuação da água com o desgelo para evitar a entrada de agua e infiltrações entre o telhado e a fachada.
 
Anualmente lubrificar os roletes de suspensão e calhas.
 
Três (3) meses após a ocupação do edifício, verifique a tensão da mola, se necessário apertar.
Anualmente deve lubrificar rodas cabos e molas.
Anualmente deve verificar o desgaste dos cabos. Cabos danificados devem ser substituídos de imediato.
Caso exista contrato de manutenção com o instalador dos portões, normalmente este serviço está incluído.
 
Três (3) meses após a ocupação do edifício, lubrificar com óleo.
Anualmente deve lubrificar com óleo as dobradiças, fechadura e trinco.
 
Anualmente verificar danos (arranhões) na pintura da chapa de cobertura e fachadas, recomenda-se retocar de imediato com tinta apropriada.
Nas zonas mais susceptíveis à corrosão; junto ao solo (salpicos e sujidade), nas coberturas de menor inclinação, devem ser limpas regularmente com água (pode ser usado um detergente neutro).
No caso da existência de musgo, deve ser removido para evitar a corrosão.
 
No caso de contraventamentos em cabos de aço, três (3) meses após a ocupação do edifício e anualmente, a tensão deve ser verificada e se necessário apertar (à mão).
 
As construções Frisomat, obedecem aos cálculos estáticos standard para as cargas de vento e neve na cobertura. Estas cargas variam consoante a região. Em caso de queda de neve extrema, é necessário remover a neve da cobertura nas áreas onde exceda a da carga calculada.
Deve tomar as precauções necessárias de segurança. Em alternativa podem recorrer a uma empresa especializada para limpar a neve da cobertura.
 
Em caso de ventos fortes (superiores a 80 Km/h), devem ser fechados os portões, portas, clarabóias e outras entradas.
Depois de ventos fortes as chapas translucidas (poliéster/policarbonato), devem ser verificadas devido à possibilidade de formação de fissuras. As chapas translucidas fissuradas devem ser substituídas para evitar infiltrações.
 
Para as construções nas zonas costeiras, recomendamos a limpeza total do edifício (dentro e fora), pelo menos duas vezes por ano, com água limpa/corrente (mangueira), para minimizar o risco de corrosão.
De modo a evitar danos na pintura em nenhuma circunstância deve ser usada máquina de lavar à pressão.